English | Français | Español | Português | 中文版
NOSSOS PRODUTOS
CIMENTO
AÇO
PRÉDIO INSTANTÂNEO
EQUIPAMENTOS
Produção > CIMENTO > Tecnologia
Processo de Produção do Cimento

O processo de produção do cimento abrange três etapas principais: preparação da farinha crua, clinquerização e moagem.
1. Preparação da Farinha Crua
Calcário, xisto e arenito, dosados, são transportados ao moinho vertival, a seguir, a farinha moída entra no separador de partículas, onde as partículas grossas regressam ao moinho para moer pela segunda vez, enquanto as finas saem do moinho à força do ar, tornando-se farinha crua.
Caraterísticas da Nossa Tecnologia:
É utilizado o moinho vertical na moagem da farinha crua, fazendo com que as partículas moídas sejam de granulometria homogénica. Ademais, o moinho vertical é eficiente, ocupa um espaço pequeno, consome menos energia e é mais durável.
2. Clinquerização
Pré-aquecimento: A farinha crua, descarregada e dosada, entra na torre de ciclone pelo alimentador para ser secada e aquecida até a temperatura de 900 graus.
Calcinação: A farinha pré-aquecida entra no calcinador, onde é aquecida por vento quente proveniente do arrefecedor, sendo calcinada.
Clinquerização: A farinha não para de movimentar e avançar a medida que o forno rotativo rola. Ela derrete aos 1,450 graus, quando o silicato dicálcico e o cal reagem criando silicato tricálcico, substância principal do clínquer.
Arrefecimento: O clínquer produzido passa pelo sistema de arrefecimento localizado no início do forno, posteriormente transportado ao silo.
Caraterísticas da Nossa Tecnologia:
Produção de energia com calor residual: China, que representa 60% da produção mundial do cimento, é o país com tecnologia da produção de energia com calor residual mais desenvolvida do mundo, onde mais de 95% das fábricas cimenteiras são equipadas com esta tecnologia, que aproveita o calor do gás de escape emitido pelo forno rotativo para aquecer a água no caldeirão, criando vapor para produzir energia. Uma linha produtiva de 5 mil toneladas por dia pode produzir entre 210 e 240 mil kWh, equivalente a 60% da eletricidade consumida na produção de clínquer, poupando 25 mil toneladas de carvão anualmente e diminuindo emissão de dióxido de carbono em cerca de 60 mil toneladas.
3. Moagem do Cimento
Clínquer, gesso e adições, dosados em função da necessidade do produto cimenteiro, entram no moinho de bolas, depois de ser homogeneizados, para ser moídos até uma granulometria qualificada. As partículas grossas regressam ao moinho para ser remoídas e as finas saem do moinho ao sopro do ar entrando no silo ou na oficina de ensacamento.
Caraterísticas da Nossa Tecnologia:
Vantagens do Moinho de Bolas:
È utilizado moinho de bolas na moagem de cimento. A distribuição da granulometria das partículas moídas é boa, e as partículas são redondas, observadas numa visão microscópica, favorecendo a hidratação do cimento (as partículas moídas por moinho vertical são em forma de chapa, que diminui a área de contacto com água, consequentemente causando reação incompleta). O cimento produzido por moinho de bolas possui uma alta resistência inicial, precisa de menos água para hidratar, e o betão não ganha fissura facilmente. É por estes motivos que dizemos que moinho de bolas é melhor do que moinho vertical, e hoje em dia a maioria dos moinhos de clínquer são de bolas.
Tecnologia matura e funcionamento estável.
As bolas de aço são baratas.
Gesso e Adições:
Gesso: Gesso no cimento atrasa o endurecimento, assim facilitando a mistura e transporte do betão. No cimento sem gesso, o aluminato tricálcico reage com água, criando hidrato de aluminato de cálcio, que não é nada resistente. Para evitar o endurecimento imediado, é costume adicionar entre 2,5 e 5 por cento de gesso.
Escória: Escória ajuda em qualificar o cimento em seguintes aspectos: aumenta a resistência final, cimento de classe 42,5 pode ter resistência acima de 60mpa aos 28 dias; baixa calor de hidratação, consequentemente evita que grande bloco de betão ganhe fissura devido ao calor interno; aumenta a resistência aos sulfatos, impede a disseminação do cloreto, e retarda a carbonização e a reação álcali-agregado.
Cinza Volante: Com cinza volante o cimento é mais denso, então ele pega menos água, na hidração precisa de menos água. Igualmente à escória, a cinza volante baixa calor de hidratação e ajuda o cimento a ser mais anti-corrosivo.
OUR BRANDS
Endereço: D Tower, Intime City, No.380 Fengtan Road, 310011 Hangzhou, China
Tel: +86-571-87616596 Fax:+86-571-87995117
Copyright©Sinocem All rights reserved